CARAÍVA – ESPÍRITO LIVRE

Espírito Livre, era o que a minha alma pedia. Parar alguns dias e dar a oportunidade de viver novas sensações, experiências. Depois de meses passando por perturbações psicológicas, rs, percebi que precisava levar a alma pra passear, mas não sabia para onde ir. Até que, conversando com um amigo, que sempre viaja, pedi uma sugestão de um lugar que pudesse ir sozinha, porque havia essa possibilidade e me recomendou; CARAÍVA – BA. Imperdível!!! Obrigada querido David.

CARAÍVA é uma comunidade litorânea e ribeirinha, situada a 70 km de Porto Seguro, na costa do descobrimento, no extremo sul do estado da Bahia. A população é de aproximadamente de 1000 habitantes. Saindo do aeroporto, o tempo de viagem é de 2h30 de estrada de asfalto sendo a sua maior parte de terra. É um caminho lindoooo. Caraíva fica entre o Rio Caraíva, o oceano Atlântico e a reserva indígena de Pataxó.

Comecei a pesquisar. Fui atrás de posts, fotos no insta, blogs, vídeos… o encantamento foi de imediato. Então, mentalizar a viagem era o foco. Mas no fundo não queria ir sozinha. Em boa companhia seria muito mais interessante. Mas quem?? Quem?? Enquanto pesquisava, convidei algumas pessoas… mas nada… Até que num domingo à noite, antes de dormir pedi pra Deus; “se for pra ir, dá um jeitinho Senhor, me ajuda…. rsrsrs… Quero tanto” Em menos de 24 hrs, na segunda-feira à noite, recebo uma mensagem fofa da querida amiga Joy dizendo: “Preciso Viajar.” Nossaaaa… inacreditável. Disse: “Só se for pra Bahia, em Caraíva”. Minutos depois ela envia a passagem comprada. CARACAS!!! Na sequência convidei meu primo Ju, que também topou sem questionar. Aí não tive mais dúvidas, era a viagem que a minha alma precisava fazer. PARTIU CARAÍVA! Obrigada Senhor!

[ aeroporto de BH – Confins ]
[ Era pra ser com vocês. Em ótima companhia! Ju, eu e Joy, só risada, rsrsrs ]

Se você está começando a se interessar pelo lugar, saiba que para visitar esse paraíso, vai precisar deixar a vaidade pra trás e levar apenas uma malinha pequena, com um par de chinelos. SÓ! Caso leve uma mala grande e pesada, vai se arrepender, porque todas as ruas são de areia super fofa, não tem como arrastar a mala e estar sujo de areia faz parte da experiência.

Lá é possível: engrossar as pernas, por causa das ruas serem de areia. Fazer novos amigos; isso é fato. Ninguém fica sozinho. O vilarejo é pequeno e acabamos encontrando todo mundo o tempo todo. Apreciar a natureza, que é exuberante. Nadar no rio, que delíciaaaa… Observar como os nativos vivem, sendo a sua maioria indígena da aldeia Pataxó. Frequentar os rituais nas aldeias. Super recomendo!!! Tivemos a honra de estar com eles. Dançar muito forró. Comer muito bem. Desligar a mente de tudo. Andar a noite com a lanterna do celular, porque não tem luz elétrica nas ruas. Com isso, o céu estrelado faz o show todas as noites. É maravilhosooooooooooo… sem comentários, só vendo pra crer.

AGORA APERTE O PLAY e entre no clima. CARAÍVA, o lugar onde a mágica acontece de verdade.

[ crianças Pataxó brincando de surfar com pedaços de isopor. ]

[ a esquerda o mar e a direita o rio. ]

o mangue
[ foto de celular ]

[ praia do Corumbau ]

[ foto de celular ] praia Corumbau
[ igreja de São Pedro ]
[ não podia perder a oportunidade nesse cenário ] Casal: Marina e Arthur de Belo Horizonte
[ nascer do sol apreciado por um nativo ] Perguntei se ele conhecia São Paulo, ele disse: “Não conheço e nem quero, porque não preciso das coisas que vocês tem por lá. Venho aqui todas as manhãs esperar por ele e agradecer a Deus a minha vida.”

[ por do sol visto do Bar do Pará ] ponto estratégico!!!
[ ritual de purificação da mente ]

[ ritual de purificação ]

[ No meio do ritual eles convidam os turistas para fazer parte da roda. Experiência única!!! ]
[ no final serviram arraia assada na hora, farinha com coco e mandioca cozida ] Foi de lamber os dedos.
[ a rotina, sem rotina ]

Para os índios nadar no rio é um ritual sagrado. Tive a sorte de encontrá-los assim, na maior alegria de ser criança PATAXÓ brincando na beira do rio Caraíva. Vendo as fotos dá pra ouvi-los brincando na água.

[ antes de irmos embora, essa gracinha chega até nós e fala: ” Agora é a vez de vocês. Não podem ir embora sem entrar no rio. Vamos, vamos…” Pegou na mão do Ju e pulou na água com ele ]

[ eu fiquei do lado de fora, rsrsrs… ]
[ foto de celular ]

O barquinho, símbolo de Caraíva. Descobri que os nativos já sabem como vai ser a vida no céu, porque eles já vivem como dizem ser por lá. Você não leva nada, está sempre feliz, admira a natureza, a Deus e cantam glorificando por tudo que possuem. Então, quando for para lá, lembre-se: acalme a mente e o coração. Ande, cante e dance até doer as panturrilhas.  E se voltar com bicho de pé, como eu, rsrsrs.. trará consigo a certeza que de chinelo ou descalço a vida é mais divertida. Não vejo a hora de voltar! Mais informações podem me chamar!

Espero que tenham gostado. Deixem comentários!!

Uta da Aline!!!

Beijos

Nos Bastidores:

A gangue: Juntos nos divertimos, rimos, filosofamos, andamos muitooo, comemos, apreciamos, dançamos… fomos irmandade: Carla e Heloá de Vinhedo, Priscila do Rio de Janeiro, Gigli de Brasilia, Marina e Arthur de Belo Horizonte. Histórias pra sorrir, pra lembrar, pra sempre… Muito obrigadaaaaa… Decidir ir pra Caraíva foi transformar a indecisão na melhor decisão de 2018!!! Bora Prosperar…

[ Senhor, escutai todas essas preces ] AMÉM!!
[ Nossa hospedagem: Pousda Coco Brasil ] TOPPP!! Vai que é sucessooooo

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *